VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

PARTICIPE TAMBÉM DESTE SITE!

MAIS DE 2.000.000 ACESSOS. Muito obrigada, de coração!

ESTE É UM DOS MELHORES E MAIORES BLOGS DE PORTUGUÊS

sexta-feira, 20 de julho de 2012

EXPRESSAMENTE, EXPRESSO, DE MODO EXPRESSO

É comum que se confunda "expressamente", "expresso", "de modo expresso" com aquilo que esteja "expressado" em um texto escrito.
Entretanto, os termos em análise têm relação com aquilo que não está subentendido, o que é exposto sem deixar dúvidas, claramente, seja na linguagem oral ou escrita.
Essa lição nos foi dada (a nós, turma de 2008 da FDSBC), em uma aula do professor Pimenta (em seguida diretor da faculdade) no primeiro ano.
Assim, podemos entender os exemplos:
"O que não é expressamente proibido, é permitido" - se não estiver determinado claramente, seja no meio escrito, seja por via oral, como proibido, tem-se por permitido. 
"O uso de boné é proibido em muitas escolas" - a proibição pode ser escrita, em um regulamento, ou comunicada pelos professores.
"Nós o convidamos expressamente para que participasse da reunião" - o convite pode ter sido escrito (via e-mail, por exemplo) ou por via oral. 

2 comentários:

  1. Gostei de ver que seu blog (que está na minha lista de seguidos) continua dirimindo dúvidas. Sempre leio seu conteúdo e recomendo-o. Com isto, manifesto expressamente meu apoio e incentivo.
    Supus que você o houvesse encerrado por não ver em minha página as suas atualizações.
    Vim li e gostei.

    ResponderExcluir
  2. Olá, João, boa noite!
    Sua postagem é um incentivo e tanto. Vejo, a cada dia, que o trabalho vale a pena, porque mesmo sem postar, são muitos os que me procuram, em especial nos blogs relativos ao Direito de Família (Pesquisa e Anotações). Esteja sempre à vontade, inclusive para me criticar, ok? Muitíssimo agradecida pela força! Um abraço, amigo!

    ResponderExcluir

Esteja a vontade para comentar, criticar, elogiar ou enviar sugestões.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog