VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

PARTICIPE TAMBÉM DESTE SITE!

MAIS DE 2.000.000 ACESSOS. Muito obrigada, de coração!

ESTE É UM DOS MELHORES E MAIORES BLOGS DE PORTUGUÊS

sábado, 29 de junho de 2013

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS: FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. APÓSTROFE...

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS: FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. APÓSTROFE...: A apóstrofe é uma figura de linguagem que ocorre quando nos dirigimos diretamente a pessoas ou coisas personificadas, presentes ou ausentes....

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. APÓSTROFE.

A apóstrofe é uma figura de linguagem que ocorre quando nos dirigimos diretamente a pessoas ou coisas personificadas, presentes ou ausentes. É a evocação de certas entidades, em discurso cujo sentido seja poético, sagrado ou profano 
É comum na poesia, em orações e textos religiosos e políticos.

Exemplo: 
Ó tu, guarda divina, tem cuidado de quem sem ti não pode ser guardado. (Camões)
Pai Nosso, que estais no céu,
Ave Maria, cheia de graça, 
Ó, Senhor, não me abandone!
Olha, Marília, as flautas dos pastores... (Bocage)
Povo de Sucupira!
Meninos, eu vi!...

quinta-feira, 27 de junho de 2013

SOBRE O LATIM E COMO GRAFÁ-LO: ASPAS OU ITÁLICO?

como destacar o latim: aspas, grifo ou itálico?
Esta foi aprendida da professora Débora Vanessa Caús Brandão, nos idos de 2006. Aliás, um memorável 4 de março de 2006.
Estávamos no primeiro bimestre da disciplina "Direito das Coisas" e a mestre nos brindou com o conhecimento que lhe foi legado na pós graduação: As aspas são reservadas às palavras estrangeiras.
Nossa língua-mãe é o latim. Se é língua-mãe, nós devemos conhecê-la. É uma presunção.
Portanto,...

quarta-feira, 26 de junho de 2013

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. EUFEMISMO

O eufemismo exprime com palavras belas ou mais amenas idéias desagradáveis, trágicas ou torpes, com a finalidade de suavizar a expressão.
Usado em expressões populares, é uma espécie de ironia, pois atende um caráter cômico.
Exemplos:
De tal maneira se houve no estábulo que se apresentou à mesa muito longe de estar cheiroso. (A.D.S.Brito)
Ela não é tão feia (ao invés de ela não é bonita).
Fred partiu (em lugar de ele morreu).
Jonas faltou com a verdade (no lugar de mentiu).

Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais.

ANTÍFRASE. FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE.

É a ironia que exprime idéias tristes e fúnebres com palavras de bom agouro.
Seria um eufemismo levado ao extremo, pois o sentido das palavras é invertido.

Exemplo:
Cabo de Boa Esperança, chamou Dom João II o Cabo das Tormentas.

Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais.

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. SARCASMO

É uma ironia insultante e escarnecedora.
Exemplos:
Dizer a um mendigo roto e esfaimado: "Vais a alguma festa no palácio real?" 
Na oratória forense, é considerada deselegante.

Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais.

APANIGUADO: SIGNIFICADO, EXEMPLOS

Apaniguado significa protegido, apadrinhado.
Adjetivo, veio do espanhol apaniguar, ou seja, proporcionar alimento.
Em sentido contrário...

terça-feira, 25 de junho de 2013

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. CORREÇÃO.

Consiste em corrigir para realçar a expressão.
Exemplos:
Dom Pedro, digo mal, o Príncipe Regente, proclamou a independência.
Ele mentiu, ou melhor, ludibriou-a acintosamente. 

Comente, divulgue, assine. Será sempre bem recebido!
Conheça mais.

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. PRETERIÇÃO.

Preterição consiste em deixar de afirmar aparentemente o que na realidade se afirma.

Exemplos: 
Deixo, deuses, atrás a fama...

quinta-feira, 20 de junho de 2013

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS: FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. JOGUETES ...

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS: FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. JOGUETES ...: Antanáclese, paranomásia, paronomásia, calembur, calemburgo (do francês, calembourg) ou trocadilho é a figura de linguagem em que a mesma p...

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. JOGUETES DE PALAVRAS, CALEMBUR E ANTANÁCLESE, PARANOMÁSIA OU TROCADILHO

Antanáclese, paranomásia, paronomásia, calembur, calemburgo (do francês, calembourg) ou trocadilho
Antanáclese, paranomásia, paronomásia, calembur, calemburgo (do francês, calembourg) ou trocadilho é a figura de linguagem em que a mesma palavra, ou palavra de som mais ou menos parecido, é repetida, no plano do significante, sendo ela usada com significados diferentes. Ou seja, uma mesma palavra (ou palavras semelhantes) é utilizada em frase ou...

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. ONOMATOPÉIA

figuras de linguagem: onomatopéia
Onomatopéia é a combinação de sons que procura evocar o objeto a que se refere. O som é reproduzido por um fonema ou palavra, de maneira que é criada a representação gráfica desse som. É, pois, um dos processos morfológicos de criação de novas palavras.
São exemplos de onomatopéia zás, pimba, tic-tac, miau, piu-piu, pum, pimba, atchim!, bang, nhac!, tchibum.
Há muitas palavras que...

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE SOM. ALITERAÇÃO.

Aliteração é a repetição ordenada de sons consonantais idênticos ou semelhantes, em um verso ou em uma frase. Recurso muito utilizado na música e na poesia, não está restrito, apenas, a tais artes, pois pode ser também empregada em prosa, pois pode, se bem utilizada, valorizar um texto.


Exemplos: 
O rato roeu a roupa do rei de Roma e a rainha de raiva roeu o resto. (r)

Vovó viu a uva. (v)

Vozes veladas,

terça-feira, 18 de junho de 2013

maria da glória perez delgado sanches: PASSEATA CONTRA A BANDALHEIRA E PREOCUPAÇÕES EM CA...

maria da glória perez delgado sanches: PASSEATA CONTRA A BANDALHEIRA E PREOCUPAÇÕES EM CA...: imagem: estadão Segunda-feira, 17 de junho de 2013. Passeata contra o alto custo da Copa do Mundo no Brasil (inicialmente as manifest...

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS: FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. QUIASMO

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS: FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. QUIASMO: Neste grupo estão separadas figuras que pretendem dar maior expressão ao pensamento. São exemplos o quiasmo, a onomatopéia, o joguete de pa...

FIGURAS DE LINGUAGEM. FIGURAS DE REALCE. QUIASMO

Neste grupo estão separadas figuras que pretendem dar maior expressão ao pensamento. São exemplos o quiasmo, a onomatopeia, o joguete de palavras, o calembur, o trocadilho, a antítese (ou entimena), a preterição, a correção, a ironia, o sarcasmo, a antífrase, o eufemismo, a apóstrofe, a prosopopeia ou personificação e a epanortose. São figuras que...

sexta-feira, 14 de junho de 2013

ESTORNAR OU EXTORNAR?

extornar ou estornar?
Escreve-se estornar e não extornar.
O verbo estornar significa retificar um lançamento ou conta, anulando-a.

Exemplos:
O banco estornou o depósito indevido...

quarta-feira, 5 de junho de 2013

FIGURAS DE LINGUAGEM. TROPOS. METONÍMIA E SINÉDOQUE

FIGURAS DE LINGUAGEM. TROPOS. METONÍMIA E SINÉDOQUE
Nos tropos metonímia e sinédoque há entre os termos relação real e direta, caracterizado pela proximidade, de forma objetiva.
A figura é uma sinédoque quando a relação entre os termos é quantitativa: o significado da palavra é reduzido ou alargado pelo emprego da figura de linguagem: a parte pelo todo, o singular pelo plural, o gênero pela espécie, o particular pelo geral (ou vice-versa).
A figura de linguagem será metonímia se a relação entre os termos é qualitativa, como...

FIGURAS DE LINGUAGEM. TROPOS. METÁFORA

A metáfora é um tropo dos mais usados. É uma palavra ou expressão que estabelece uma identidade entre duas palavras (ou expressões) diferentes, com base em um ponto de semelhança subentendido.
A fórmula mais simples de metáfora é A + B. Por exemplo:  As ruas (A) são artérias. 
Deste ponto pode-se partir para a fórmula A + B, como no exemplo "As artérias da cidade."
Não há regras específicas para se estabelecer a semelhança. Tomo ruas por artérias, considerando o sistema circulatório, e nomino ruas, comparando-as às artérias.
A metáfora produz

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog