VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

PARTICIPE TAMBÉM DESTE SITE!

MAIS DE 1.870.000 ACESSOS. Muito obrigada, de coração!

ESTE É UM DOS MELHORES E MAIORES BLOGS DE PORTUGUÊS

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

"DEVENDO SEREM" OU "DEVENDO SER"? QUE LÍNGUA É ESSA? Textos oficiais e suas incorreções

"Ainda não há norma que autorize a destruição dos documentos digitalizados, devendo os mesmos serem guardados." (manual do processo digital, TJSP)

A leitura chega a doer: "devendo os mesmos serem guardados".

O verbo ser foi flexionado erradamente, o que pode ser

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

"O MOTORISTA DORMIU NO VOLANTE": SERÁ?

Se o motorista dormiu no volante, imagine o tamanho desse volante. 
Este é o mesmo erro que ocorre quando alguém diz: "Servirei a refeição na mesa"; "Vamos jantar na mesa?"; "Sentou-se no piano".
Se é "no" é em cima, é no

"RESIDENTE À" OU "RESIDENTE NA"; "SITO À" OU "SITO NA"

O erro é comum, o que não torna menos errado o emprego da preposição inadequada.
Você não reside "a uma casa" ou "à uma casa", mas "em uma casa".
"A casa em que você mora está situada em uma rua" e não "A casa a (ou à) que você mora está situada a (ou à) uma rua", correto?
Por que então utilizar o "a" - craseado ou não -, para se referir ao logradouro?
Morador, residente, situado e sua forma reduzida, sito, não admitem a preposição "a", mas a...

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

ENSOLAÇÃO X INSOLAÇÃO: DIFERENÇA, SIGNIFICADO

Ensolação é termo que não consta dos dicionários ou do vocabulário ortográfico da Academia Brasileira de Letras. Portanto, não existe.
Escreve-se insolação, que é... 

HÚMIDO OU ÚMIDO? HUMIDADE OU UMIDADE? DIFERENÇA, CURIOSIDADES

humidade ou umidade
Em textos na internet nos deparamos frequentemente com a grafia da palavra com e sem agá. Qual a forma correta: húmido ou úmido? 

A resposta é: depende. 

Tanto úmido como húmido têm origem justificada em... 

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

PANÓPLIA: SIGNIFICADO E EXEMPLOS

Panóplia é o escudo no qual se colocam diferentes armas e se presta a ornamentar paredes. Também pode significar troféu, sala de armas ou a armadura completa de cavaleiro.

"(...) e ouvia-se apenas o tique-taque de

GLAUCO: SIGNIFICADO E EXEMPLOS

Adjetivo, glauco significa verde claro, verde-mar, esverdeado. 

Gustave Flaubert utilizou-o em A educação sentimental, ao descrever o rio Roque:
"De longe, devido à sua pequena estatura, podia parecer ainda jovem. Mas os cabelos brancos, que rareavam, os membros débeis e, sobretudo, a extraordinária palidez do rosto,

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

VOCÊ SABE ABREVIAR AS HORAS?

Por Maria da Gloria Perez Delgado Sanches
As horas são representadas por um símbolo: h, sempre desacompanhado por ponto e jamais escrito no plural. Entre o número indicativo e o símbolo não há espaço.
Para horas inteiras, escreva apenas o algarismo e o símbolo (um agá minúsculo): 2h, 1h.
Se indicar horas e minutos, escreva

SÍMBOLOS E ABREVIATURAS: O QUE NÃO DEVE SER SEGUIDO POR PONTO NEM GRAFADO NO PLURAL

Cuidado! Você pode estar sendo multado!
Uma pequena fábrica, que vende temperos embalados (orégano, coentro, salsa, pimenta), foi autuada pelo Inmetro, porque informava o peso de seus produtos utilizando-se do símbolo grama seguido por um ponto.
A grafia errada na embalagem é motivo para imposição de penalidade e

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

SALDAR X SAUDAR. SIGNIFICADO, DIFERENÇA, EXEMPLOS

Saldar, com "L", significa pagar, liquidar, tomar satisfações; saudar, com "U", é cumprimentar, salvar, aclamar.

Portanto, se digo "Saldei uma dívida", quero exprimir "Liquidei uma dívida", não devo mais nada. Se,

FLUVIAL X PLUVIAL. SIGNIFICADO, DIFERENÇAS

Os dois termos são adjetivos que admitem os dois gêneros.
Fluvial refere-se a rio: de rio, aquele que vive nos rios, o que se pode fazer em um rio; pluvial refere-se às chuvas.
Assim, se me refiro às...

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog