VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

PARTICIPE TAMBÉM DESTE SITE!

MAIS DE 1.860.000 ACESSOS. Muito obrigada, de coração!

ESTE É UM DOS MELHORES E MAIORES BLOGS DE PORTUGUÊS

terça-feira, 19 de março de 2013

PÁGINA OU FOLHA? VERSO OU ANVERSO? DIFERENÇA, EXEMPLOS, CURIOSIDADES.

anverso, como se escreve, costas, face, folha, pagina, reverso, sinônimo, verso, papel, página, significado, diferença,

A questão é tão importante que virou alvo de parecer sobre as normas da Corregedoria do TJSP

Página e folha não são sinônimos. 

     Dentre os tantos significados listados pelos dicionários*, se comparados os termos, página é uma das faces da folha. Uma folha, por conseguinte, tem duas páginas

     Assim, um livro tem diferente número de páginas e folhas: praticamente (mas não exatamente) o dobro de páginas, comparado ao número de folhas.

     Verso, reverso ou costas são sinônimos, pois... 

...representam as costas de uma folha, contrapondo-se a anverso ou frente.

página x folha

     Para ilustrar, trago, em 23/02/2016 (lembro que esta postagem foi publicada em 19/03/2013), o parecer do Dr. Swarai Cervone de Oliveira, Juiz Assessor da Corregedoria, nos autos do processo nº 2007/30173, publicado no DOE nesta data, em que se coloca a questão página x folha.
PROCESSO Nº 2007/30173 - SÃO PAULO - CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO.


verso = reverso = costas
frente = anverso
1 folha = 2 páginas


GOSTOU? COMPARTILHE

Parecer 39/2016-E
NORMAS DE SERVIÇO DA CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA - CAPÍTULO XIII, DO TOMO II - NECESSIDADE DE HARMONIA ENTRE OS ITENS 44.3 E 63.1.
Excelentíssimo Corregedor Geral da Justiça, Trata-se de consulta sobre a necessária compatibilização entre as redações dos itens 44.3 e 63.1, do Capítulo XIII, Tomo II, das NSCGJ.
É o breve relato. Passo a opinar.
As redações dos mencionados itens são as seguintes:
44.3. O Livro de Visitas e Correições será escriturado pelas competentes autoridades judiciárias fiscalizadoras e conterá cem páginas, respondendo o delegatário pela guarda e integridade do conjunto de atos nele praticados.
63. No livro de Visitas e Correições serão transcritos integralmente os termos de correições realizadas pelo Juiz Corregedor Permanente e pelo Corregedor Geral da Justiça.
63.1. Este livro cumprirá os requisitos dos demais livros obrigatórios e será organizado em folhas soltas, em número de 100.
A dúvida que se coloca é a seguinte: um livro com cem páginas pode apresentar número diverso de folhas. E, de fato, pode.
Assim, a fim de que se harmonizem os dispositivos, e tendo em vista a tradição de se considerar o número de folhas - e, não, páginas - o melhor é que o item 44.3 passe a ter a seguinte redação:
44.3. O Livro de Visitas e Correições será escriturado pelas competentes autoridades judiciárias fiscalizadoras e se organizará na forma prevista no item 63.1 desse Capítulo, respondendo o delegatário pela guarda e integridade do conjunto de atos nele praticados.
Proponho, por isso, a alteração da redação do item 44.3, do Capítulo XIII, do Tomo II, das NSCGJ, conforme minuta que segue, pelas razões expostas no parecer.
Sub censura.
São Paulo, 15 de fevereiro de 2016.
(a) Swarai Cervone de Oliveira
Juiz Assessor da Corregedoria

http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=p%C3%A1gina
http://www.priberam.pt/dlpo/default.aspx?pal=folha

deixe um comentário. SEMPRE É POSSÍVEL MELHORAR.

Obrigada pela visita!
QUER RECEBER DICAS? SIGA O BLOG.


Seja leal. Não copie, compartilhe.
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Respeite o direito autoral.
Gostou? Clique, visite os blogs, comente. É só acessar:

BELA ITANHAÉM

TROCANDO EM MIÚDOS

"CAUSOS": COLEGAS, AMIGOS, PROFESSORES

GRAMÁTICA E QUESTÕES VERNÁCULAS
PRODUÇÃO JURÍDICA
JUIZADO ESPECIAL CÍVEL (O JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS)

e os mais, na coluna ao lado. Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Um abraço!
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week! 

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches 

14 comentários:

  1. giovani adolfo oliveira14 de abril de 2015 14:54

    Ao não praticarmos no dia a dia certos hábitos, acabamos inevitavelmente esquecendo de algum detalhe importante e a solução encontrei aqui. Muito obrigado por termos um porto seguro ao qual recorrer.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pelo comentário, Giovani. Estarei, sempre, à disposição.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado por disponibilizar tão perfeitas postagens sobre dúvidas de português e ortografia. Ficou incomensuravelmente mais fácil entender questões que eu, inevitavelmente, tropeçava. Você está de parabéns, Maria!
    Carlos Henrique Miguel

    ResponderExcluir
  4. Parabéns pelo blog, Maria da Gloria! Muito fácil de entender e consultar.
    Janaína Mendes

    ResponderExcluir
  5. Seus blogs são perfeitos, Maria da Gloria. O Gramática é um arrimo para qualquer dúvida de português. Obrigada, de coração, por nos disponibilizar um veículo tão incrível.
    Nuria Ramona Caldeirón

    ResponderExcluir
  6. Gente, que blog é esse? Incrível como você tem facilidade para explicar as coisas, de um jeito fácil, sem frescura. Compartilhado, com as melhores recomendações. Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. Gente, que blog é esse? Incrível como você tem facilidade para explicar as coisas, de um jeito fácil, sem frescura. Compartilhado, com as melhores recomendações. Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Perfeito. Não é tanto faz. Página é página e folha é folha. Se são coisas diferentes, não se pode confundir, pra não dizer uma coisa ao invés de outra, pensando que está certo ou que tanto faz.
    Tamires Gonçalves da Silva

    ResponderExcluir
  9. Parabéns por disponibilizar conhecimento, de forma tão agradável. São detalhes importantes, que fazem parte de nosso dia a dia.
    Gerson Arruda Neves

    ResponderExcluir
  10. não vi necessidade de um parecer do TJSP para esclarecer uma coisa obvia

    ResponderExcluir
  11. Olá, Manuel Fernandes da Silva! Obrigada pelo comentário, você é sempre bem-vindo ao blog. Aprendi com meu pai, quando criança, que cada folha tem duas páginas e por isso pode parecer óbvio para mim e para você, mas há muita gente que tem dúvidas e se confunde. Se é um escrevente ou advogado, cabe ao tribunal esclarecer o óbvio.
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Esteja a vontade para comentar, criticar, elogiar ou enviar sugestões.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog