VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

PARTICIPE TAMBÉM DESTE SITE!

MAIS DE 2.000.000 ACESSOS. Muito obrigada, de coração!

ESTE É UM DOS MELHORES E MAIORES BLOGS DE PORTUGUÊS

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

OBJURGAR, OBJURGAÇÃO, OBJURGOU. SIGNIFICADO, DIFERENÇAS, EXEMPLOS

Objurgação significa censura ou repreensão áspera.
Tendo o acórdão, ainda que de maneira sucinta, apresentando fundamentação suficiente à manutenção da condenação do paciente, em conformidade com o art. 93, inciso IX, da Constituição Federal, não se vislumbra o aventado constrangimento ilegal a ensejar a nulidade do

JACTÂNCIA, JACTANCIAR, JACTAR. SIGNIFICADO, EXEMPLOS

Jactância é substantivo feminino, que significa arrogância, vanglória, ufania, vaidade, fanfarronice.
Tanto jactanciar como jactar é demonstrar admiração ou orgulho exagerado por si mesmo ou pelo que possui. Gabar-se, ufanar-se, vangloriar-se, fazer elogios a si ou ao que

"CORRER ATRÁS DO PREJUÍZO" VOCÊ FAZ ISSO?

"Correr atrás do prejuízo" é um chavão popular.
É criticado porque, além de expressão de mau gosto, ao pé da letra as pessoas "correm do prejuízo", fogem dele (e não correm atrás do prejuízo).
Entre os professores, apartado o caráter popular da expressão, não há unanimidade. Alguns apontam a

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

AI, QUE MODORRA! MODORRA? O QUE É ISSO?

Hoje, feriado, um calor dos infernos penetrava pelos poros. Dia feriado, lia recostada. Um sono me invadiu. Até os pensamentos queriam fugir.
- Ai, que modorra! - repeti meu pai.
Modorra não é preguiça. É aquela sonolência profunda que

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

FORUM, FÓRUM, FÓRO OU FÔRO?

como se escreve
Esqueça o acento: foi utilizado apenas para indicar a pronúncia (se aberta ou fechada).
Fóro, com o "o" aberto, ou fórum, é o prédio, o lugar em que funciona a justiça, onde tramitam os processos.
Fôro, com o "o" fechado" é a...

terça-feira, 12 de novembro de 2013

ONDE, AONDE, EM QUE: QUANDO EMPREGAR? DIFERENÇAS, EXEMPLOS

Onde e aonde são advérbios utilizados para indicação de lugar.
Aonde significa para onde, é a contração da preposição a com o advérbio onde e é acompanhado da ideia de movimento (verbos ir, levar, chegar). É utilizado com verbos que sugerem movimento para um lugar:
- Aonde ela vai? – quem vai, vai a

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

A TRANSFORMAÇÃO DA “ÚLTIMA FLOR DO LÁCIO” NA “ÚLTIMA ESCÓRIA DO LATIM”: O infinitivo pessoal e a aula-protesto do mestre Napoleão

Napoleão Mendes de Almeida, no aclamado Dicionário de Questões Vernáculas, discorre por sete páginas - de letras miúdas -, indignado com o tratamento dado à nossa pobre língua: “...irá reduzir a língua portuguesa no Brasil, daqui a umas duas ou três gerações, ao nível do linguajar das cozinheiras de hoje”, profetizava,  com acerto.
Já em seu tempo o “aumento de escolaridade” significava “diminuição de ensino” e “criar vagas”, “reduzir horas de escola”. O que diria da aprovação automática?
O texto remete, a certa altura e...

terça-feira, 5 de novembro de 2013

"DAR A LUZ" OU "DAR À LUZ". SIGNIFICADO, EXEMPLOS

Dar a luz expressa trazer para a luz. Portanto, o correto é "dar à luz" (viu o sinal de crase?)
a craseado (é assim que se fala) representa a fusão da preposição para com o artigo definido feminino a).

Mais: "dar à luz a gêmeos" ou "dar à

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog