VEM PRO GOOGLE

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

PARTICIPE TAMBÉM DESTE SITE!

MAIS DE 1.760.000 ACESSOS. Muito obrigada, de coração!

ESTE É UM DOS MELHORES E MAIORES BLOGS DE PORTUGUÊS

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

VULTUOSO X VULTOSO: SIGNIFICADO, DIFERENÇAS, EXEMPLOS

Irineu, o vencedor da Mega Sena, recebeu vultuosa quantia. Poderá agora realizar todos os seus sonhos. E o de sua família, também.
Será?
Se o valor que recebeu é muito grande, é um valor de grande vulto, portanto, vultoso.
Uma silhueta pode ser
vultosa, um valor, uma cifra. Mas não vultuosa.
Está errado, portanto, dizer (exemplos colhidos na internet):
O governo descobriu um rombo vultuoso na Previdência.
E, não sendo elementar do crime, a circunstância de o réu sonegar vultuosa quantia, resta motivada a majoração da pena, nos termos do art. 12 , I da 8.137.
A obra é vultuosa, algo em torno de 180 mil reais.
Em consequência, atualmente a dívida alcançou uma soma vultuosa.
O jurista José Guilherme Aguiar, adepto do FC Porto, anteviu que o clube vá exigir uma indemnização “muito vultuosa” à Liga de clubes.
É uma proposta vultuosa, sobretudo se comparada ao investimento que fizemos.
Vultuoso é inchado, volumoso ou saliente. Alguém pode ter olhos salientes, um nariz ou lábios inchados, porque nasceu assim, porque recebeu um soco ou porque sofreu uma cirurgia, por exemplo.
Ana implantou silicone nos lábios além do que deveria. Como resultado, seus lábios tornaram-se vultuosos e artificiais. 
A face do lutador tornou-se vultuosa em razão dos golpes recebidos.


Seja leal. Respeite os direitos autorais: se reproduzir, cite a fonte.
Conheça mais. Faça uma visita aos blogs disponíveis no perfil: artigos e anotações sobre questões de Direito, dúvidas sobre Português, poemas e crônicas ("causos"): https://plus.google.com/100044718118725455450/about.
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Membro Correspondente da ACLAC – Academia Cabista de Letras, Artes e Ciências de Arraial do Cabo, RJ.

2 comentários:

  1. O melhor blog de gramática! Simples, direto, objetivo. E o melhor: tem senso de humor. Parabéns!
    André Apolinário

    ResponderExcluir
  2. This blog is fantastic! I learn a lot of things.

    ResponderExcluir

Esteja a vontade para comentar, criticar, elogiar ou enviar sugestões.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.

DÊ UMA CHANCE PARA SEUS SONHOS. DA CIDADE GRANDE PARA A CASA NA PRAIA, COM UM GRAAAAAANDE TERRENO.
Ser feliz é uma opção e você é livre para viver a vida. Escolha seu sonho. Vale a pena.

QUEM SOU EU

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog